Jornal de Negócios

Encontrar o melhor crédito para estudar

By Outubro 17, 2014 Setembro 29th, 2016 No Comments

No regresso às aulas o Negócios faz o apanhado da oferta da banca para aqueles a quem não falta vontade de pôr o pé na universidade, falta é liquidez. Este ano lectivo, além dos seus próprios produtos, os principais bancos deverão disponibilizar a linha com garantia do Estado. Um crédito “lowcost” para universitários relançado até final deste mês.

Quem vai às secretarias das universidades já terá reparado que, além dos funcionários, atrás do guichet, e dos alunos, de senha na mão, há outra presença habitual: a banca, lembrando aos estudantes que tem produtos mesmo a pensar neles. Um é o crédito universitário, destinado a alunos do ensino superior cuja vontade de estudar é inversamente proporcional à liquidez que possuem para fazer face a propinas, material, livros, enfim, a costumeira lista. Para o ano lectivo 2014/2015 cerca de sete bancos da nossa praça deverão disponibilizar aos seus balcões dois produtos para financiar este tipo de despesas: o seu próprio crédito e o Crédito Universitário com Garantia Mútua, um financiamento com condições mais favoráveis (ver caixa). A saber: uma taxa a rondar os dois por cento – cerca de metade da média dos produtos dos bancos – e a dispensa de garantias patrimoniais, fiador ou seguro de vida,já que o Fundo de Contragarantia Mútuo (que é público) cobre a totalidade de cada empréstimo. Simplificando: neste crédito a responsabilidade é assumida pelo Estado. De acordo comumporta-voz da SPGM, sociedade gestora do Fundo, a reedição desta linha de crédito que pressupõe um protocolo subscrito pelo Ministério da Educação e Ciência, SPGMe bancos parceiros– deverá ocorrer até final de Setembro e as condições manter-se em linha com as do ano lectivo 2013/2014. O Ministério da Educação não respondeu às questões enviadas pelo Negócios.

Faça download e leia o artigo na integra.

download