Jornal de Negócios

O autoconsumo de energia compensa?

By Julho 29, 2015 Setembro 29th, 2016 No Comments

A legislação que visa incentivar o autoconsumo de energia eléctrica está há seis meses “no terreno”,mas no mercado o impacto está aquém das expectativas. Apoupançanafactura, dizem, pode chegaraos40%. Mas sem deduções fiscais, nem tarifas bonificadas na venda à rede, produzir a electricidade que se gasta nem sempre é bom negócio.

Autoconsumo, a palavra significa aquilo que parece: consumirmos o que produzimos – no caso energia eléctrica através de painéis fotovoltaicos ou, simplificando, painéis solares. Prática que a nova legislação, em vigor desde o início do ano, procura incentivar, mas cujos resultados ainda não estão à vista. Sem um IVA à taxa intermédia ou reduzida nos equipamentos– que têm um período médio de retorno do investimento (“payback”) entre sete e oito anos -, sem deduções no IRS e, sobretudo, depois da forte descida no valor de venda da energia produzida à rede eléctrica, os consumidores têm dificuldade em perceber o interesse deste investimento e o mercado não vive os dias felizes de outrora.

Faça download e leia o artigo na integra.

download